Agencia Venezolana de Noticias
Foto: Henry Tesara, AVN
Maduro: Vamos nos preparar para uma vitória total, pacífica e democrática
Miércoles Abril 2017 - 17:37 PM

Caracas, 19 Abr. AVN.- O presidente da República, Nicolás Maduro, pediu nesta quarta-feira que o povo venezuelano se prepare para uma vitória total, pacífica e democrática contra o golpismo promovido pela direita venezuelana, com apoio de setores no exterior.

"Quero ganhar esta batalha e quero que o povo se prepare para ganhá-la em paz e com votos, que nos preparemos para ter uma vitória eleitoral logo e total", afirmou durante uma grande concentração do povo chavista na avenida Bolívar, no centro de Caracas.

Maduro disse que a paz e o povo triunfaram novamente sobre as tentativas da direita de semear violência no país, como queriam fazer nesta quarta-feira.

"Se algum dia houve um sentido histórico dizer 'Glória ao bravo povo' é hoje 19 de abril de 2017. Triunfamos novamente ¡Glória ao bravo povo que o jugo lançou! Glória ao bravo povo que a paz conquistou! Glória ao bravo povo que a pátria e a soberania defendeu!", disse o chefe de Estado venezuelano, que considerou histórica a mobilização popular que partiu de diversos pontos da capital.

"Estamos escrevendo uma grande história na Venezuela e na América Latina; a história de um povo rebelde, a história do povo dos libertadores da América", afirmou.

O presidente venezuelano disse que a marcha enalteceu a essência anti-imperialista do povo patriota venezuelano, que neste 19 de abril comemora 207 anos do primeiro grito de liberdade na Venezuela, quando o povo venezuelano inicou a luta pela independência do domínio espanhol em 19 de abril de 1810.

Avança neutralização do golpismo

Maduro também comentou que na madrugada desta quarta-feira foi capturado um homem, conhecido como "Jefferson", que coordenava um dos grupos violentos contratados para gerar violência em Caracas. Ele tinha armas e explosivos no momento de sua detenção e recebia financiamento do deputado Richard Blanco, do partido Aliança Bravo Povo.

Maduro, que ordenou a ativação do Plano Zamora para preservar a paz do país, disse que foram capturadas 30 pessoas ligadas às ações violentas na capital.